Fonte: +A a-

As cadeias de suprimentos precisam de um fôlego novo; precisam se livrar de velhos hábitos; precisam de mais confi ança e cooperação, como suportes para um progresso distribuído. Neste artigo, o autor revive os conceitos de reverse marketing aplicáveis ao business-to-business.


Em tempos de economia virtual, as relações entre empresas – e também as transações – podem adquirir novos formatos. O autor trata dos desdobramentos, para o ambiente B2B, da adoção de uma lógica dominante do serviço, que amplia e redefine o conteúdo dos negócios.